Home
PDF Imprimir E-mail
Qua, 28 de Setembro de 2011 08:21

TEM BASE?

Plagiando o Dr. Ivo Mendes – ex-prefeito de Ibiá, pai do Dr. Ivo Mendes – também prefeito da terra do leite, questionamos aos nossos leitores:

 

POR QUE O ANDRADE FOI DEMITIDO – quando ainda a nação rubronegra do Flamengo ainda comemorava o título de campeão brasileiro, no ano de 2009? O que têm (os diretores) contra o habilidoso ex-jogador e vitorioso treinador?

 

POR QUE O MARCELO OLIVEIRA FOI DEMITIDO logo após sagrar-se campeão pelo Atlético Mineiro? Tal como o Andrade, Marcelo era prata da casa, e conheciam tudo e de todos! Por isso foram demitidos?

 

POR QUE PEDIR BARREIRA no momento da batida de uma falta, se a mesma favorece quem bate e prejudica o goleiro? Este fica com a visão reduzida e o batedor com a facilidade de, encobrindo a barreira, ficar mais perto do gol. Sem a barreira o goleiro, postando no meio da meta, fica mais próximo de defender o chute em qualquer canto que seja, ainda mais quando a falta não é tão próxima da linha da grande área.

 

POR QUE ARRISCAR UM CANTO NO PENALTY se muitas batidas têm acontecido no meio da meta? Tal como no momento da falta sem barreira, tem o goleiro, sem pular em um canto qualquer, além de receber de presente um chutão no meio, mais facilidade para pegar os chutes aos cantos.

 

PAULO BAIER aos 35 anos de idade tem mostrado além da tradicional habilidade, muita disposição para o seu trabalho no Atlético Paranaense. Sempre jogou bem. Somente no Palmeiras, quando deslocado de sua posição, não rendeu tudo que sabe. Também pudera! Colocar um talento daquele, como lateral, é barra! O último gol que fez, recentemente, contra o Fluminense - conduzindo a bola desde a meia lua da grande área, até tocar no canto oposto ao da saída do goleiro, foi lindo, como tem sido a sua carreira.

 

 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 27 de Setembro de 2011 12:12

ESCOLA PADRE INÁCIO

 

Em uma feliz iniciativa da direção da Escola Padre Inácio, em interação com o Professor Dr. Luciano Curi, a bela escola rural recebeu a estampa de seu patrono.

 

Padre Inácio, salesiano e professor no Colégio Dom Bosco ao final da década de 30, teve o prêmio da municipalidade, nos primeiros anos de 1960,  em reconhecimento às suas ações voltadas a educação, de ter o seu nome naquele educandário abençoado pelas árvores, pássaros, água, interesse dos alunos e enorme disposição de seus professores.

 

Luciano, ex-professor na Padre Inácio, nos anos 2002/2005, hoje doutor em História e professor no Centro Universitário do Planalto de Araxá, articulou, e por sua esposa e artista - Sra. Márcia Elena Pereira, moldurado foi a imagem do Padre Inácio.

No dia 13 deste, o quadro do Professor Padre Inácio ficou conhecido por todos nós e principalmente pelos alunos e professores da Escola. Lá ficará eternamente! 

 

É claro que Padre Inácio (que faleceu na cidade de Campinas) conhecimento teve e agradecido ficou pela iniciativa da direção da Escola e do Professor Luciano. Principalmente porque voltou a sentir as manifestações dos jovens, o cantar dos pássaros, a sombra das árvores, o carinho dos professores - seus colegas de trabalho.

 

 

 
PDF Imprimir E-mail
Qui, 25 de Agosto de 2011 16:15

A GREVE DOS PROFESSORES

 

 

GREVE é uma tomada de posição de uma categoria profissional ou de um sindicato, expressa em assembléia devidamente convocada, para que, coletivamente, possa paralisar suas atividades para negociar com o  empregador benefícios para a mesma categoria. 

 

PISO SALARIAL é o vencimento (terminologia usada para o serviço público) básico; ou o salário (termo usado para as entidades particulares) inicial de uma categoria profissional. É o mínimo que um empregador possa pagar a um ocupante de determinado cargo.

 

A LEI 11.738/2008 instituiu e regulamentou o piso salarial profissional nacional para os professores do magistério público da educação básica. A referida Lei, datada de 16/07/2008, definiu que o Piso, àquela data, era de R$950,00 por mês. à jornada de, no máximo, 40 horas semanais. E ainda, que seria atualizado anualmente, a cada mês de janeiro.

 

ADIN – Através de uma AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE, também conhecida por ADI, cinco governadores estaduais (inclusive o de Minas Gerais) impetraram a ação de número ADI 4167 junto ao STF – Supremo Tribunal Federal. Objetivo da ação consistia em ter, como equivalente ao referido Piso, a remuneração paga aos professores.

 

REMUNERAÇÃO – no dizer da CLT, é a soma do salário propriamente dito, com as comissões, percentagens, gratificações, abonos, pagos a um empregado ou servidor.

 

ACÓRDÃO -que é uma sentença proferida por um Tribunal, decidiu, em publicação ocorrida no dia 24/08/11, pelo STF, julgando o ADI 4167, que o PISO TEM POR BASE O VENCIMENTO E NÃO A REMUNERAÇÃO. Assim, o menor vencimento a ser pago ao professor da educação básica, pelos governos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, seria, em julho de 2008, de R$950,00, além do que o ocupante do cargo recebesse por comissões, percentagens, gratificações, abonos.. O que os autores da ADI 4167 quiseram era que considerado como cumprido o Piso a soma do vencimento e demais acréscimos já recebidos pelos professores, mensalmente.

 

EM ARAXÁ – a greve tem sido tocada pelo esforço de poucas, mas valorosas pessoas. É sempre assim; daí a força do Sindicato, de seus dirigentes, por suas lutas a favor de toda a categoria profissional que representam.

 
PDF Imprimir E-mail
Qua, 20 de Julho de 2011 11:31

SÃO PAULO

 

Por ser "São Paulino" desde Zizinho, Coquinho, Gerson, Poy, Dino Sani,  sinto-me obrigado a lamentar a decisão da direção do meu time.

 

Refiro-me ao não aproveitamento do Milton Cruz no comando da equipe princiipal. Após os fracassos do Carpegiane a começar da derrota para o Avai e seguidas derrotas no Brasileirão, surge uma vez mais o comando nas mãos do Milton Cruz. Eis que o amigo dos jogadores, o conhecedor de todo o plantel, após ganhar 2 partidas seguidas, vê seu nome rejeitado pela contratação de Adilson Batista...

 

Não se trata aqui de criticar o Adilson (apesar de ter colecionado derrotas seguidas em três grandes equipes brasileiras) mas, acima de tudo de lamentar pelo não aplauso de quem conhece a Casa Nossa e que pronto estava e está para mostrar excelentes resultados.

 

É uma pena!

 
PDF Imprimir E-mail
Sex, 15 de Julho de 2011 10:42

NOME DE RUA

 

Constitui objetivo deste nosso cantinho, contribuir com a melhoria de nossa cidade, em todos os seus aspectos. Não somos contra ninguém, somos a favor do bem estar da comunidade.

 

É por demais dolorido sair a procura de um endereço em Araxá, principalmente em nossos bairros. Não se tem placa indicativa na maioria de nossas ruas. Nada custaria à municipalidade a colocação, em cada esquina, tal como se tem em algumas ruas do centro da cidade, de placas com os nomes das ruas nos cruzamentos das vias. O povo, as cartas, os remédios, os alimentos, o abraço, o beijo, chegariam mais rapidamente aos seus destinos! 

                                                 em 15/07/11

 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 12 de Julho de 2011 08:26

NÚMERO DE VEREADORES

 

No dia de ontem (11/07/11), atendendo um convite da Câmara Municipal de Araxá, para participar no seu aplaudido Forum Comunitário, senti de perto a beleza que é abrir a Casa para ouvir a comunidade.

 

Com o Plenário Rômulo Maneira totalmente lotado, ouvimos postulações e justificativas para todas as opções da quantidade de vereadores ideal para a nossa cidade. Tal como a lei (Constituição) define, para uma cidade do porte de Araxá, que está no intervalo entre 80 a 120 mil habitantes, o número de vereadores fica entre o mínimo de 10 e o máximo de 17.

 

Outro dispositivo Constitucional, fixa o limite máximo de gasto do executivo para com o legislativo, em 7% da efetiva arrecadação verificada no exercício anterior, tanto proveniente de tributos quanto de transferências previstas em lei. É o caso para Araxá!

 

Nossa lei maior, a Lei Orgânica do Município, estipula que são competências dos vereadores as ações legislativas, de fiscalização e de participação na cidadania dos nossos habitantes.  Tamanhas responsabilidades se podem ser de responsabilidade de 17 vereadores, por que legalmente repassá-las a um número menor? Se o gasto público inaltera com a quantidade de cadeiras à preencher, por que não termos mais representantes alertas quanto às nossas obrigações, deveres, direitos; quanto à correta e isenta fiscalização dos atos e fatos administrativos do executivo e mesmo do legislativo?

 

Ademais, além de preenchermos todas as condições estipuladas na ordem legal, para termos 17 vereadores, é importante lembrar que nossa cidade está em constante crescimento, agora com o aumento ativo da economia capitaneadas pelas atividades da CBMM e da VALE. Tais incrementos econômicos pucham o comércio, a indústria, a prestação dos serviços e nos leva a optar por um parlamento condizente com nossa realidade.

 

Dezessete é o número ideal para Araxá!

 
PDF Imprimir E-mail
Sex, 08 de Julho de 2011 09:44

ESCOLA MARIA DE MAGALHÃES

 

Uma escola, qualquer que seja seu nível de ensino, não pode se limitar aos seus muros. Ela tem que estar sempre aberta à comunidade que serve. Afinal, ela existe para o povo e não para si mesma!

 

Assim é a Escola Estadual Maria de Magalhães, fundada em 06 de maio de 1965. A Escola já nasceu sabendo valorizar e aplaudir as coisas e pessoas de Araxá. Maria de Magalhães, fundadora do então Grupo Escolar Delfim Moreira, por seus reconhecidos trabalhos educacionais, foi o nome escolhido para a Escola que nascia e hoje tem sede à rua Pepururé.

 

Desde as primeiras eleições diretas para presidente da república, após o golpe de Estado ocorrido em 1964, tenho percebido que algo novo acontecia na vida de nossa cidade: as portas da Escola Maria de Magalhães se abriram, no chamamento para a disxussão das eleições, para que toda a comunidade e os partidos políticos aqui organizados à época, se fizessem presentes., para um debate. Escolhidos foram alunos que viessem representar os candidados à presîdência,  que concorreram ao pleito para dizerem o que tinham como propostas de ação para um novo Brasil. Paralelamente, vimos também uma nova Araxá, com a postura social da Escola Maria de Magalhães!

 

E as portas da Escola nunca fecharam. Pelo contrário, continuam abertas à toda manifestação de construção cívica, social, cultural, política, esportiva, religiosa...

Prova disso são os espaços ocupados pela cidade no Ginásio de Esportes e  pelo Centro Espírita Auta de Souza, que tem demonstrado, com a iniciativa da Escola Maria de Magalhães, como bem se servir da bela postura social de uma Escola, para o ensinamento da doutrina espirita, desde 2005 - aproximadamente.

 

Que o lindo exemplo da Escola Maria de Magalhães seja refletido às demais entidades de ensino de nossa Araxá.

                                             em 08/07/11 - Juarez França.

 

Agradecido, publico a seguir a mensagem do Diretor da Escola, Sr. Antônio Ernani de Carvalho, recebido em 14/07/11:

 

Ao Sr.
Dr.Juarez França

Em nome da Comunidade Escolar da Escola Estadual Maria de
Magalhães, registramos os nossos agradecimentos pelo
reconhecimento e sua importância, através de matéria
publicada em seu blog, intitulada Escola Maria de Magalhães.

Muito nos alegra saber que nossa escola tem cumprido o seu
papel e que tem o reconhecimento da comunidade.

Agora, mais fortalecidos, continuamos com o firme propósito
de buscar cada vez mais uma educação de qualidade e a
construção de uma escola melhor para todos.

Saudações


Antonio Ernani de Carvalho
Diretor.

 

 

 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 17 de Maio de 2011 11:35

APLAUSOS AO CLARIM

 

Pelo nascimento de seu irmão, o CLARINETE, que para a alegria dos "pais" (Ana Paula e Sérgio) precisa ser alimentado à todo momento, gerando, inclusive, fatos e fundamentos ao irmão mais velho.

 

E ainda, pelo dever de todos nós e do CLARIM, conforme o seu editorial de 13/05/11, em "apurar, diagnosticar e realmente correr atrás do imenso atraso do município na saúde pública".

 

                                   Em 17/05/11

 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 17 de Maio de 2011 11:20

CAUSOS NO ESTÁDIO FAUSTO ALVIM

 

Bacão – que ficava o tempo todo em torno do alambrado do Estádio, com o terço na mão e rezando, um dia ao dar entrada no portão do Fausto Alvim, se deparou com o eterno porteiro – Ademar Guimarães.

Passando pela roleta, sem o bilhete de entrada na mão. Sr. Ademar, atento a tudo foi logo dizendo: cadê o ingresso Bacão. Este, já nervoso, olhou para o Sr. Ademar e disse: “ah, sê vai à merda sô, bobo não paga jogo não”.

 

Bacão, ágil, se misturou à multidão e foi rezar uma vez mais...

 

 

Gaspar Cabeludo e Tunico Barba Roxa, com o patrocínio da Farmácia do Nadim, irradiavam os jogos diretamente do Fausto Alvim. De ataque que vai e defesa que se faz, os famosos locutores informavam: “e o Araxá Esporte continua vencendo por um a zero e a Farmácia do Nadim pra você e para mim, informa a hora certa diretamente do Fausto Alvim: olhando num canto onde ficava o relógio, diziam a hora e confirmavam o placar...

Num dado momento do jogo, ao olhar o local do relógio e após o costumeiro anúncio do patrocinador: “a Farmácia do Nadim, para você e para mim, informa a hora certa diretamente do Fausto Alvim:...com o olhar assustado, por não ter encontrado o relógio, um dos locutores do momento, não teve dúvida de perguntar, com o microfone ligado: “qual foi o fdp que tirou o relógio daqui?”

 

 

BEIJAMIM ASSUNÇÃO – O BEIJO – foi o fundador do Araxá Esporte, o treinador, o roupeiro, o presidente...

Beijo deixou seus causos:

PRIMEIRO - De vez em quando, buscando recursos financeiros com os seus amigos, ele conseguia comprar chuteiras para os seus atletas. Diante do Pedro (mais conhecido por DOIS), Beijo perguntou por quase toda semana seguida: Dois, qual é o número para comprar a sua chuteira? É 42 respondia o Dois. Cansado da mesma pergunta, que se repetia a todo dia, no mês seguinte o Beijo de novo perguntou: Dois, qual é o número de sua chuteira? É 44, Beijo! Imediatamente Beijo afirmou: por isso é que não compro, todo dia você me fala um número diferente!

 

SEGUNDO – O primeiro jogo do Araxá Esporte, fora “de seus domínios”, aconteceu na cidade de Franca/SP, no belíssimo gramado do colégio Champanhat. Ao retornarmos, Beijo entrevistado por amigos da imprensa e fora dela, dizia: o jogo foi uma maravilha, nossa meninada mostrou o fino da bola... Mas quanto foi o jogo, Beijo? Cinco a dois pra eles!

 

TERCEIRO – Diante de cada menino que pela primeira vez se interessava a treinar no Araxá Esporte, Beijo perguntava: qual é a sua posição? Aqueles que acreditavam levar vantagem, dizendo ser “em qualquer uma posição”, Beijo logo dizia: “então não serve – pois jogador tem que ter posição em campo”!

 

 

 

JOSÉ ADELINO foi o fundador, o presidente, o treinador, o roupeiro,... do CIT (dizem que o significado era Companhia Inimiga do Trabalho).

 

PRIMEIRO - Em um dia de treino, no Fausto Alvim, quando tinha pelo menos uns 30 atletas para o treinamento, Sr. José Adelino disse bem alto para todos ouvirem: “hoje nós vamos treinar somente com 9, no time titular, pois pode ser, que no jogo de domingo, dois venham a ser expulsos...”

 

SEGUNDO - Após um jogo em Ibiá, contra o Ferroviário (time forte, de empregados da Rede Ferroviária), o Sr. José Adelino, em noite fria, dentro do ônibus que transportava a moçada, metia a mão no saco que conduzia “a janta” e passava, a cada um dos atletas, o sanduíche de pão com salame, para aliviar a fome. Eis que ao entregar ao goleiro apelidado de Chita, o seu sanduba, o arqueiro com a rapidez de costume bronqueou: “Sr. José Adelino, o senhor. me dá meias todas rasgadas, chuteira cheia de prego, mas pão sem salame não dá não Sô Zé!

 

 

JOÃO PEMBA

Pemba, por todos os apaixonados do futebol, era tão famoso que fez nascer até “o campo do Pemba”- que ficava no espaço entre as vias Padre Alaor, Imbiara, Ibiá e Heitor Montandom, bem ao lado do Estádio Fausto Alvim. Era um sinal que ele andava a cidade toda em torno da bola de futebol, pois morava lá pras bandas da “Rua de Pedra” – como sempre foi conhecida a Rua Santa Rita.

 

Quando, no início dos anos da década de 80, enquanto jogava de zagueiro pelo time amador do Vila Nova (do Santo Antônio), o Bloguista (?) que relata este, num jogo do amadorão, contra o Caiçara, anulou um contra-ataque do time adversário, fazendo uma leve falta no atacante conhecido por LÔBO. Este, fazendo jus ao apelido, em resposta ao pedido de desculpas, deu uma mordida na região do joelho do defensor, quase levando consigo a parte atingida com os seus afiados dentes.

Antes do jogo, que se deu no Fausto Alvim, num domingo, Pemba convidou o referido zagueiro para treinar, na seleção amadora, na “próxima terça-feira”. Pemba era o treinador da seleção.

Na terça-feira, atendendo o honroso convite, mancando, da mesma forma que hoje se dá, disse ao Pemba: não vai dar pra treinar não Sr. Pemba, a mordida que o Lôbo me deu fez um estrago danado na minha perna (mostrada ao Pemba) – toda roxa. Imediatamente, em resposta, ele coçou a cabeça e disse: “não esquenta a cabeça não sô, passa cardo de feijão preto que os dentes dele caem tudo”. Assustado com a receita, perguntado foi: e o joelho, como fica? Outra vez ele coçou a cabeça, pensou duas vezes e disse: “aí é outro departamento!”

Foi treinar a moçada!

Depois de muitos anos, ao se encontrarem, tanto o Lôbo quanto o Bloguista perceberam o quanto haviam evoluídos. Cumprimentaram numa boa, na Casa do Caminho!

                                                                                 Em 17/05/11

 

 

 

 
PDF Imprimir E-mail
Sex, 15 de Abril de 2011 10:17

TEM BASE?

 

primeiro questionamento:

É justo uma empresa pública (ou de economia mista) fazer propaganda, quando

concorre com outras empresas, tal como se dá com o Banco do Brasil, a Caixa Econômica...

 

Mas é dolorido, por não dizer criminoso, ver propaganda de empresa pública ou mista que seja,  que tem o monopólio de sua atividade empresarial, tal como a ECT - Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, a Petrobrás...

 

segundo questionamento:

Você já viu ou ouviu algum pronunciamento do Deputado Federal Aracely de Paula, nas tribunas da Câmara Federal? Conhece algum projeto de lei apresentado pelo deputado?

 

Se já viu ou ouviu, favor repassar pra gente ajudar na divulgação junto aos eleitores do deputado!

 

 

terceiro questionamento:

Por que tantos mistérios ou contradições com relação ao projeto da reformulação da avenida Antônio Carlos?

 

Junto ao www.araxa.mg.gov.br (site da Prefeitura), onde dúvidas poderiam ser dirimidas, encontrei, nos espaços destinados à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e  da Assessoria de Comunicaçoes: "desculpem o transtorno, o site está sendo reformulado".

 

Espero que Doutor Jeová (prefeito de quem aguardo excelente resultado) não nos deixe sem explicações da ausência de pessoas e máquinas trabalhando no local cercado para a obra.

 

É só o "site" ou também o projeto da avenida que está "sendo reformulado"?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
PDF Imprimir E-mail
Seg, 28 de Março de 2011 11:13

 

DE QUEM É A VAGA?

 

Ouve-se que os vereadores José Domingos (PDT) e Edna Castro (PSDB) serão nomeados para cargos junto ao governo municipal e estadual, respectivamente.

 

Ciente que os dois vereadores foram eleitos por coligações de partidos, claro fica que cada um deverá ser substituído pelo vereador suplente mais votado de CADA COLIGAÇÃO, pois eleitos (os que agora deixam a vereança) foram pela respectiva coligação de partidos e não pelos seus partidos.

 

Lógica nenhuma tem fazer do primeiro suplente àquele suplente mais votado do PDT e do PSDB, no caso presente. Tem que ser da coligação, pois foi com a soma de votos dos vereadores que concorreram pelas coligações, que os eleitos tomaram posse e exercem o cargo!

 

Entendimento contrário além de não ser lógico, fere a lei!

 

                        - em 28/03/2011 -

 

 
PDF Imprimir E-mail
Qua, 23 de Março de 2011 17:21

SAUDADES

 

                      "...o que foi felicidade, hoje me mata de saudade,

                                     belos sonhos, belos dias..." - Roberto Carlos.

                      

SAUDADES DO NAJÁ X IPIRANGA, com o Fausto Alvim lotadio. A torcida do Najá na arquibancada maior e a do Ipiranga no espaço divisor ao antigo ATC.

De um lado, Mathias, Ildeu, Cazuza, Pepita, Chico Preto, Paulinho, Negrinho, Maneca..; e, de outro, Xororó, Canhoto, Pirola, Zé Mica, Manteiga...;

O Walter Natal ora estava de um lado, ora de outro!

 

SAUDADES DO ARAXÁ ESPORTE com Tú, Nadir e Pedrinho; com Aguinaldo, Nato e Geraldino; com Robertinho, Véio e Guducho.

 

SAUDADES DO TRIANON com o “poleiro” lotado e nós (a meninada) lá de fora do cinema, trocando gibis.

 

SAUDADES DO ORATÓRIO, do Colégio Dom Bosco, sempre festivo e gerador de muitos talentos, de todas as artes.

 

SAUDADES NA RÁDIO IMBIARA com os “calouros em desfile”; as exibições do Trio Inambé; o seriado do “Flash Gordon”; os filmes do “Tarzan”; o vozeirão do Tolentino.

 

SAUDADES DA ESTRADA VELHA do Barreiro, nas curvas acentuadas onde os ônibus da Empresa Java e de outras, nos jogavam de um lado a outro com o nosso sorriso da bela vista que nos cercava.

 

                                   - não é que o Roberto Carlos tem razão! -

 
PDF Imprimir E-mail
Seg, 14 de Março de 2011 10:26

                        LARGO DE SÃO SEBASTIÃO

 

Araxá, janeiro de 1952 (+ ou -).

 

A criançada preparava seus canudos, Mestre Silvério afinava sua Banda de Música. Senhor Olímpio Pereira, articulado com os Senhores João Sena, João Batista Vasconcelos, Juvenal Pereira e outros comerciantes, se preparavam para o aumento das vendas, enquanto o Senhor Parolini garantia o pão nosso de cada dia e o Sr. Aldovando Guimarães preparava os insumos necessários à manipulação de medicamentos para acudir os excessos praticados.

 

Senhores Carício Afonso e Almondes Rios corriam o gado, enquanto o Senhor Teófilo Barbosa já era apaixonado pelas árvores. Senhor José Gonçalo esperava encher a Pensão São Sebastião, já lotada de filhos e alegria. Senhor Waldemar Pereira fazia as contas; Senhor Celso Afonso cortava cabelos; Senhor Tunico, quando não estava dando aulas, cortava lenha pra Dona Zarica abastecer o fogão; Senhor Elias Feres subia o morro para relatar pelas ondas da Rádio Imbiara as notícias da cidade; Doutor Jorge Feres, antes de sonhar com o curso de medicina, jogava suas peladas com Jairo Afonso, Paulinho (já sapateiro e pronto para jogar no Najá), e Licinho - na Banheira ou no campo do Operário - no bairro Lavapés; Atanagildo Côrtes, enquanto militava na Rádio Imbiara e fundava os jornais Araxá Esportiva e o Jornal de Araxá, já sonhava com o seu vitorioso Correio de Araxá.

 

Os Senhores Heli França e José Afonso Reis corriam, diariamente, para atender seus clientes em seus bares na Rua Boa Vista. Senhor Antoninho Costa e Senhor Vicente Martins vendiam lenha. Dona Yolanda Afonso vendia de tudo na famosa Casa Mineira.

 

A mesma criançada que já havia aprontado seus canudos (feitos com galhos de pés de mamão), jogava, diariamente, suas peladas na rua Bom Jardim, bem em frente à casa do Senhor Oacisto Teixeira. O clássico e único jogo era do time da rua de baixo contra o da rua de cima. O marco entre as "ruas" era a avenida Marechal Floriano (hoje Vereador João Sena). A meninada que morava na Marechal ou nas ruas acima era do time da "rua de cima". Os que moravam nas ruas abaixo jogavam no time da "rua de baixo".

 

Os jogos diários não tinham mando de jogo, pois o campo (de chão) era sempre a mesma rua. Não havia juíz e a bola era de pano - feita com meias e trapos de roupa. Ocasionalmente, após os "natais", costumava pintar uma bola de borracha ou mesmo de "cobertão". No time da "rua de cima" jogava os meninos da Pensão São Sebastião (Rússel, Roberto, Kate), Antônio Tica, Carlinhos Pereira, José Adilson. Do time da "rua de baixo": Peri, Tamandaré, Mozart, Paulinho, Juarez, Ernani, Luiz Carlos, Adão. Como o campo era estreito, jogavam para cada time o goleiro e mais uns 4, ou mesmo sem goleiro.

 

E eis que chegava o dia 20 de janeiro - dia de São Sebastião! Era uma festa só! Sempre precedido de novenas, ensaios da Banda - nos quais o maestro Silvério Guimarães comandava a harmonia musical, setoriado por Lalado de um lado e o Senhor Jove de outro.  Os atletas dos clássicos futebolísticos entre as duas ruas eram convocados pelo Mestre Silvério  para portar, afixados nas costas dos peladeiros, as músicas das melodias que eram tocadas à cada procissão. Os demais meninos se divertiam no jogar, soprando no canudo de mamão, papéis enrolados nos cabelos das mulheres que embelezavam os eventos. A vóz possante e inigualável do Sr. Bertoldo anunciava a batida do martelo a cada bem arrematado!

 

O Largo, ao longo do tempo, se alargou, ou melhor, se juntou ao centro da cidade e emendou com  atual Bairro São Geraldo de um lado e o Bairro São Pedro de outro. As "casas novas" foram construídas ao longo da rua Carvalho Lopes. Os grandes armazéns foram desmembrados em outras atividades comerciais e/ou residenciais.  Doutor Plínio de Abreu, construiu, ainda no Largo antigo, talvez a mais bela casa da cidade, fruto de sua luta na agropecuária.

 

Não é bairrismo não! O Largo de São Sebastião foi e é o local mais bonito de Araxá! O colorido residencial de hoje, em torno do Largo, convive com as andorinhas, que continuam com a algazarra dos tempos passados! Senhor Ponga, fiel às suas raízes, continua girando pelos mesmos caminhos aprendidos com o Senhor Olímpio.

 

Do mesmo Largo foram eleitos vereadores e prefeitos que ali nasceram, foram criados e formaram família. Dentre estes: João Sena, Wadinho Pereira, Bebete, Julinho Pereira, Sebastião Vascconcelos, Omar Silva, Heli França, Antônio Leonardo.

 

Amanhã o Largo será outro! Felizmente, ainda calcado nos valores ensinados por Dona Olyntha de Castro Barreto e no companheirismo constante e exemplificados por Dona Sérgia, Dona Célia, Dona Rosária, Dona Julieta, Dona Divina Vieira, Dona Izaura, Dona Corália, Dona Irany, Dona Jacintinha, Dona Milita, Dona Manoela Rosa, Dona Zizinha, Dona Aurora, Dona Tereza, Dona Guaraciaba, Dona Maria Borges, Dona Adélia, Dona Adelita, Dona Leonilda Feres, Dona Terezinha, Dona Lina, Dona Magdalena Lemos...

 

Tudo passa, tudo se transforma, tudo renasce!

 

         - redação inicial em janeiro de 2006, retocada em 20/01/13  -  dia de São Sebastião -

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 Próximo > Fim >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Publicidades

Parceiros:
Banner

Galeria de Imagens

Cadastrar E-Mail


Nome:

Email:

Publicidades

Banner
Banner

Pesquisar no blog