Home Bate Papo com Juarez
Bate Papo com Jua
Imprimir E-mail
Sex, 18 de Fevereiro de 2011 13:51

  

BATE PAPO

 

Nossa nova coluna se inicia com um bate papo com o amigo Marty - namorado de minha cunhada Mariá.

 

Perceba o que um jovem inglês sentiu no caminho percorrido entre São Paulo – Rio de Janeiro – Cabo Frio – Búzios - Petrópolis – Araxá, no findo verão de 2011!

  

1 - Você nasceu em que ano e cidade da Inglaterra?

R. Eu nasci em 1970 em Cambridge.

 

2 - O que o levou a visitar o Brasil?

R. Eu vim para ver minha namorada Mariá e para conhecer sua família e amigos.

 

3 - O que achou do serviço nos aeroportos (Guarulhos- SP e Santos Dumont-RJ)?

R. No Santos Dumont foi uma experiência curta porque eu fiquei lá pouco tempo. Em Guarulhos o serviço foi muito bom, a coleta das bagagens muito eficiente e havia sempre uma pessoa para ajudar, mas, achei tudo muito caro.

 

4 - Como é sair do gelo em Londres e encontrar calor e chuva no Rio de Janeiro?

R. Levou alguns dias para eu me adaptar, mas depois disso foi maravilhoso poder vestir poucas roupas, usar chinelos. No calor do sol me senti livre e revigorado.

 

5 - O que achou de Cabo Frio?

R. As praias são limpas, a água estava com temperatura muito agradável e as pessoas bastante amigáveis. A comida é bastante cara. Para um fotógrafo foi um deleite para os olhos.

 

6 - E de Arraial do Cabo?

R. Água muito limpa, mas com risco de água viva, o atendimento foi amigável mas a comida não era boa e tive que tomar Sonrisal devido à má digestão. A água era impossivelmente gelada.

 

7 - E de Búzios e Petrópolis?

R. Eu fiquei muito impressionado com Petrópolis de ver como as pessoas vivem em montanhas cercadas por natureza, deve ser maravilhoso. Mas observei que há pouco planejamento nos edifícios e nas casas, por isso as enchentes foram tão devastadoras. Eu achei Petrópolis bastante pitoresca e eu gostaria de ter visto e fotografado mais, porque tudo o que vi foi pela janela do carro na estrada.

 

8 - E de Araxá?

R. Eu amo as paisagens expansivas que cercam a cidade, eu tive pouco conhecimento da cidade, mas ela se mostrou amigável e calma com alguns edifícios históricos e igrejas.

 

9 - E o Horizonte Perdido, foi um achado?

R. O restaurante estava fechado mas eu gostei muito da paisagem vista de um ponto alto.

 

10 - E das fazendas e áreas rurais que conheceu no Brasil?

R. Eu gostei do fato dela permanecer rústica e sem mudança de sua forma tradicional. Também gostei de estar próximo de galinhas e vacas e também de se poder ter uma variedade de vegetais na horta.

 

11 -  O que achou das estradas brasileiras?

R. As estradas eram, a maioria delas, com o asfalto bastante irregular e com buracos. As estradas britânicas são geralmente mais suaves.

 

12.  Diante da afirmação de seu amigo de que quem vem ao Brasil por aqui fica porque é muito bom, o que você dirá para ele?

R. Se o meu trabalho não fosse tão necessário e importante para mim eu também ficaria no Brasil. Eu conheci uma pequena fração desse imenso país, eu gostaria de ter podido ver mais;  minha namorada tem tanto para me mostrar e nos temos muito ainda para conhecer.

 

13 - O Brasil é tão lindo quanto extenso?

R. O Brasil é bonito, as cidades são fascinantes, com as casas bastante juntas.

 

14 - O que sentiu do povo brasileiro?

R. Eles possuem bom humor, são bons anfitriões, amigáveis com o homem inglês. Eu não tive nenhum problema ou desapontamento com ninguém.

 

Por fim, Marty relatou:

Juarez, foi um prazer te conhecer e partilharmos um feriado no estado do Rio de Janeiro. Você me mostrou muitas coisas e eu agradeço por tudo. Eu espero voltar em breve para conhecer mais o seu país e encontrar você e a Nanci de novo. Meus melhores votos e um grande ano para vocês.

 

Abraço,

Marty

 

 

 


Publicidades

Parceiros:
Banner

Galeria de Imagens

Cadastrar E-Mail


Nome:

Email:

Publicidades

Banner
Banner

Pesquisar no blog